SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue4The hamster cheek pouch: an immunologically privileged site suitable to the study of granulomatous infectionsInfluence of temperature on development of Schistosoma mansoni female cercariae in Biomphalaria glabrata author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

ROCHA, Manoel Otávio C. et al. Alterações pulmonares da fase inicial da esquistossomose mansoni . Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1995, vol.37, n.4, pp. 311-318. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651995000400005.

Foram estudadas as alterações clínicas e radiológicas pulmonares da fase inicial da esquistossomose mansoni em 30 indivíduos previamente sadios, que se infectaram simultaneamente. Os achados foram comparados aos de um grupo - controle e relacionados a possíveis fatores patogenéticos como carga parasitária, eosinofilia sangüínea e área de reação intradérmica imediata, esta como estimativa de IgE ligada a mastócito. As manifestações pulmonares foram de intensidade leve ou moderada, sendo a tosse seca o sintoma mais comum. As alterações radiológicas significativas constaram de espessamento de paredes brônquicas, micronodulação em rosário e micronodulação esparsa, localizadas predominantemente nas porções inferiores dos campos pulmonares. Verificou-se associação significativa de sibilos e área da reação intradérmica imediata, bem como entre o número de eosinófilos sangüíneos e a ocorrência de alterações radiológicas tomadas em conjunto. Houve correlação entre a carga parasitária, expressa pelo número de ovos eliminados nas fezes, e a presença de sibilos, dor torácica e micronodulação em rosário.

Keywords : Schistosomiasis mansoni; Acute schistosomiasis; Lung disease [parasitic].

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English