SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue6Plague surveillance in Brazil: 1983 - 1992Human pulmonary dirofilariasis: a review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

CUNHA, Rivaldo Venâncio da et al. Infecção secundária por dengue em escolares numa região endêmica para o dengue no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1995, vol.37, n.6, pp. 517-521. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651995000600008.

Após um período de epidemias sequenciais pelos vírus dengue tipo 1 e 2 (DEN-1 e DEN-2), foi realizado um estudo soroepidemiológico em uma amostra de escolares da rede pública de ensino do município de Niterói; 450 amostras de sangue foram obtidas através de punção da polpa digital, coletadas sobre discos de papel de filtro e testadas para a detecção de anticorpos inibidores da hemaglutinação (1HA) para DEN-1 e DEN-2. Das amostras testadas, 66,0% (297/450) apresentaram títulos de anticorpos IHA e as médias geométricas dos títulos de anticorpos foram de 1/182 e 1/71, para DEN-1 e DEN-2, respectivamente. Cerca de 61,0% (181/297) daqueles com anticorpos IHA tiveram infecção secundária. Destes, 75% (135/181) tinham idade igual a ou menor do que 15 anos. Nenhum caso de dengue hemorrágico foi relato entre os participantes do estudo. Cerca de 56,0% dos casos com anticorpos IHA tiveram infecção assintomática ou oligossintomática. As freqüências absoluta e relativa das sorologias positivas por idade e sexo não evidenciaram diferenças estatisticamente significativas. Acredita-se que a barreira imumtária formada pelos individuos infectados pelo DEN-2 seja a responsável pela não ocorrência do dengue de forma epidêmica nos anos imediatamente posteriores ao presente estudo.

Keywords : Dengue; secondary infection; Epidemiology; Brazil.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English