SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 issue3Production of TNF-a by primary cultures of human keratinocytes challenged with Loxosceles gaucho venomSafety and immunogenicity of hepatitis B vaccine ButaNG in adults author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

On-line version ISSN 1678-9946

Abstract

BASSIT, Leda et al. Hepatite C crônica em São Paulo, Brasil: associação entre genótipos do VHC, aspectos clínicos, epidemiológicos e resposta terapêutica. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1999, vol.41, n.3, pp.183-189. ISSN 1678-9946.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651999000300010.

No presente estudo, avaliamos a importância clínico-epidemiológica da genotipagem do VHC em 130 pacientes com diagnóstico histológico de hepatite crônica C e sua influência na resposta terapêutica sustentada. Não se observou associação entre os genótipos e os aspectos clínico-epidemiológicos como sexo, idade, vias de transmissão, presença ou não de cirrose e tempo de infecção. Dos 130 pacientes, 113 foram submetidos a tratamento com interferon-a-recombinante durante um período médio de 12 meses. A resposta completa, avaliada pela viremia e dosagem da ALT no término do tratamento, foi significativamente melhor nos portadores dos genótipos 2 (100%) e 3 (46%) do que nos portadores do tipo 1 (29%) (p < 0,005). Observou-se também diferença significativa quando se analisou a resposta completa entre os subtipos 1b e 2 (p < 0,005) e 1b e 3a (p < 0,05). A resposta sustentada (viremia negativa e/ou normalização da ALT ao sexto mês de monitoração pós tratamento) para os portadores dos genótipos 1a, 1b, 3a e 2 foi de 12%, 13%, 19% e 40%, respectivamente; houve diferença significativa entre os genótipos 1b e 2 (p < 0,001) e 1b e 3a (p < 0,05). Além disso, observou-se associação entre presença de cirrose e não resposta e resposta com recaída (p < 0,05). Portanto, o genótipo diferente de 1 e ausência de cirrose foram os únicos fatores que apresentaram associação à resposta terapêutica sustentada. Este estudo mostrou a importância da genotipagem na susceptibilidade ao tratamento da infecção crônica pelo VHC.

Keywords : Brazilian patients; Genotypes; HCV; IFN therapy; Sustained response.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License