SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número2Isolamento de Vibrio parahaemolyticus e Vibrio cholerae em ostras, Crassostrea rhizophorae, coletadas em um criadouro natural no estuário do rio Cocó, Fortaleza, Ceará, BrasilO tratamento com mebendazol não está associado a migração distal de adultos de Angiostrongylus costaricensis na infecção experimental murina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão impressa ISSN 0036-4665

Resumo

ZANI, Luciana Carvalho; FAVRE, Tereza Cristina; PIERI, Otávio Sarmento  e  BARBOSA, Constança Simões. Impacto do tratamento antihelmíntico sobre a infecção por Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura e ancilostomídeos na população rural de Covas, Pernambuco, Brasil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 2004, vol.46, n.2, pp. 63-71. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46652004000200002.

Este trabalho avalia o impacto do tratamento antihelmíntico sobre a infecção por A. lumbricoides (Al), T. trichiura (Tt) e ancilostomídeos (Anc) na população de Covas, Pernambuco. Durante março/2001 e março/2002, quatro inquéritos parasitológicos foram realizados. Em cada um foram coletados dois exames de fezes por morador. O diagnóstico foi feito pelos métodos de Kato-Katz e Hoffmann. Em abril/01, os indivíduos positivos foram separados em dois grupos para tratamento com albendazol (n = 62) ou mebendazol (n = 57). As proporções de indivíduos positivos reduziram-se significativamente um mês pós-tratamento: Al (de 47,7% para 6,6%), Tt (de 45,7% para 31,8%) e Anc (de 47,7% para 24,5%); permanecendo abaixo do nível inicial um ano pós-tratamento. Os casos de monoinfecção, exceto os por Tt, e infecções múltiplas reduziram-se após o tratamento. A negativação foi significativa para Al (94,0%), Anc (68,3%), mas não para Tt (45,5%) e foi maior para Al. A negativação não diferiu significativamente entre os tratados com mebendazol ou albendazol. A intensidade da infecção reduziu-se significativamente nos indivíduos que permaneceram positivos para Tt. Recomenda-se que o tratamento seja seletivo, administrado anualmente, de preferência com albendazole, devido ao seu custo-benefício.

Palavras-chave : Mebendazole; Albendazole; Geohelminthiasis; Rural Area.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês