SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 issue5Pathogenicity of Entamoeba dispar under xenic and monoxenic cultivation compared to a virulent E. histolyticaAsymptomatic oral carriage of Candida species in HIV-infected patients in the highly active antiretroviral therapy era author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

TEIXEIRA, Cristiane Rodrigues et al. Freqüência e fatores de risco associados à toxocaríase em crianças de ambulatório pediátrico na região sudeste do Brasil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 2006, vol.48, n.5, pp. 251-255. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46652006000500003.

Para determinar a frequência de anticorpos anti-Toxocara sp. e os fatores de risco associados à infecção, soros de 242 crianças de ambos os sexos, com idade entre um a 15 anos, atendidas no ambulatório do Hospital da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, foram analisados pelo ELISA. Questionários foram aplicados, para obter informações sobre os pacientes. As informações sobre as alterações clínicas, de 187 pacientes, foram obtidas no prontuário médico. Do total das 242 amostras, 21 (8,7%) foram positivas para anticorpos anti-Toxocara sp.. A presença de cães e gatos e a variável escola (local de contato) sugerem associação significativa (p < 0.05) com a sorologia positiva. Sintomas respiratórios e elevada contagem de eosinófilos (> 20%) mostram correlação positiva com a soropositividade para Toxocara sp.. A idade, sexo, sintomas como dor de cabeça, dor estomacal, crises convulsivas e anemia não apresentaram associação com toxocaríase.

Keywords : Toxocara canis; Toxocariasis; Risk factors.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English