SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 issue4T CD4+ cells count among patients co-infected with human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1) and human T-cell leukemia virus type 1 (HTLV-1): high prevalence of tropical spastic paraparesis/HTLV-1-associated myelopathy (TSP/HAM)Nocardial infections: report of 22 cases author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

On-line version ISSN 1678-9946

Abstract

TEIXEIRA, Alan César et al. Azitromicina para tratamento de leishmaniose cutânea em Manaus, AM, Brasil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 2007, vol.49, n.4, pp.235-238. ISSN 1678-9946.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46652007000400008.

Para avaliar a eficácia da azitromicina na leishmaniose cutânea, foi realizado ensaio clínico em Manaus, Amazonas, onde o agente etiológico predominante é a Leishmania (Viannia) guyanensis. Incluídos 41 pacientes com lesões de menos de 12 semanas, sem história de tratamento específico nos últimos três meses e com esfregaço positivo para Leishmania sp. Destes, 31 (75,6%) eram masculinos, idade média 30,2 anos. Todos receberam azitromicina 500 mg em dose única oral, diária, por 10 dias. No dia 25º, 16 (39%) pioraram e receberam antimonial pentavalente via intramuscular por 20 dias e, 21 (61%) que apresentaram melhora da lesão ou esta permanecia inalterada no 25º dia, receberam outro ciclo de 10 dias de azitromicina e foram acompanhados mensalmente. Destes, nove (21,9%) apresentaram piora das lesões na avaliação do dia 55 e iniciaram tratamento com antimonial neste dia. Dos 12 que permaneceram no estudo, porque tinham melhorado clinicamente, três optaram por tratamento com antimonial pentavalente no 55º dia e três apresentaram reepitelização completa das lesões nos dias 55º, 65º e 115º. Seis pacientes não retornaram para avaliação final. Análise por tentativa de tratamento foi 22% e cura confirmada em três (7,3%) casos. Estes resultados mostraram que azitromicina tem baixa eficácia para tratar leishmaniose em área onde a Leishmania (Viannia) guyanensis é o agente etiológico predominante.

Keywords : Azithromycin; Cutaneous leishmaniasis; Antimony; Leishmania (Viannia) guyanensis.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License