SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 número3Helmintos animais em vestígios arqueológicos humanos: revisão de zoonoses no passadoFatores preditivos de não-adesão à terapia antiretroviral índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão On-line ISSN 1678-9946

Resumo

HIGASHI, Hisako G. et al. Vacinas pertussis acelular e pertussis "low": eventos adversos e o papel das mutações. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 2009, vol.51, n.3, pp.131-134. ISSN 1678-9946.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46652009000300002.

Objetivo: Discutir as recomendações da WHO-OPAS que não consideram indicada a substituição da vacina DTP celular clássica pela DTP acelular e o papel de mutações, em humanos, como principal causa dos raros eventos de convulsões epileptiformes desencadeadas pela vacina pertussis. Revisão dos dados: Os principais componentes relacionados aos efeitos tóxicos da vacina pertussis celular são o lipopolissacarídio da parede celular da bactéria e a toxina pertussis. A remoção de parte da camada lipopolissacarídica permitiu a criação de uma vacina pertussis celular, mais segura e de custo comparável ao da vacina celular tradicional, podendo substituir a vacina pertussis acelular. Conclusão: A nova vacina pertussis, com baixo teor de LPS (Plow) desenvolvida pelo Instituto Butantan, além de oferecer uma vacina mais segura, permite o aproveitamento do lipopolissacarídeo para a produção de monofosforil lipídeo A. Esse componente mostrou-se potente como adjuvante e altamente eficiente quando administrado com a vacina de influenza, levando à possibilidade de se reduzir a dose de antígeno, aumentando a capacidade de produção e redução dos custos.

Palavras-chave : Pertussis vaccine; Vaccine adverse events; Acellular pertussis vaccine; Low pertussis vaccine.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons