SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 número1Viabilidade e autenticação molecular de isolados de Coccidioides spp. da coleção de culturas do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão On-line ISSN 1678-9946

Resumo

KAWASATO, Karina Hatamoto et al. Detecção de DNA de Bartonella henselae em amostras clínicas, incluindo sangue periférico, de pacientes imunocompetentes e imunodeprimidos por meio de três amplificações duplas. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 2013, vol.55, n.1, pp.1-6. ISSN 1678-9946.  https://doi.org/10.1590/S0036-46652013000100001.

Bactérias do gênero Bartonella constituem patógenos emergentes detectados em biópsias de linfonodos e secreções de gânglios provavelmente devido a maior concentração de bactérias. Vinte e três amostras de 18 pacientes com dados clínicos, laboratoriais e/ou epidemiológicos sugestivos de bartonelose foram submetidas a três amplificações duplas para a detecção de fragmento da proteína de choque térmico de 60-kDa (HSP), do espaçador interno 16S-23S rRNA (ITS) e da proteína de divisão celular (FtsZ) de Bartonella henselae, para melhorar a detecção em amostras clínicas. Na primeira amplificação, uma, quatro e cinco amostras, respectivamente, foram positivas pelo HSP (4,3%), FtsZ (17,4%) e pelo ITS (21,7%). Com a segunda amplificação foram identificadas seis amostras positivas pelo nested-HSP (26%), oito pelo nested-ITS (34,8%) e 18 pelo nested- FtsZ (78,2%), correspondentes a 10 amostras de sangue periférico, cinco biópsias de linfonodos, duas biópsias de pele e um aspirado de gânglio. A nested-FtsZ foi mais sensível que a nested-HSP e a nested-ITS (p < 0,0001), possibilitando a detecção de DNA de Bartonella henselae em 15 de 18 pacientes (83,3%). No presente estudo, três nested-PCR, consideradas específicas para a amplificação da Bartonella henselae, foram desenvolvidas, porém somente a nested-FtsZ não amplificou o DNA de Bartonella quintana. Concluímos que amplificações duplas aumentaram a detecção de DNA de B. henselae, e que a nested-FtsZ foi a mais sensível e a única específica para B. henselae em diferentes amostras biológicas. Como todas as amostras detectadas pelo HSP-nested e nested-ITS foram também pela nested-FtsZ, inferimos que, em nossa casuística, as infecções foram causadas por Bartonella henselae. A elevada positividade de amostras de sangue chamou a atenção para a utilização deste material biológico na investigação de bartoneloses, independentemente do estado imune dos pacientes. Este fato é importante no caso de pacientes criticamente enfermos e crianças pequenas para evitar procedimentos mais invasivos, como biópsias e punções de gânglios.

Palavras-chave : Bartonellosis; Bartonella spp.; Bartonella henselae; Cat Scratch Disease; PCR.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons