SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue6Aminoquinolone WR6026 as a feasible substitute for gentian violet in Chagas' disease prophylaxis in preserved blood for transfusional purposesHuman accidents with monkeys in relation to prophylactic treatment for rabies, in the Municipal district of São Paulo, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

ZAGO-GOMES, Maria P. et al. Frequência de nematóides intestinais em pacientes alcoólatras. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2002, vol.35, n.6, pp. 571-574. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822002000600004.

Foi feito um estudo retrospectivo da freqüência de nematóides intestinais em 198 alcoolistas e em 440 controles, não alcoólatras, atendidos no Hospital Universitário C.A. Morais, em Vitória, ES. O grupo controle foi formado por 194 pacientes não alcoólatras, pareados por idade, sexo e procedência, e por 296 pacientes adultos, internados no mesmo hospital, escolhidos aleatoriamente. Fez-se exame parasitológico pelo método de sedimentação em todos os casos. Houve uma freqüência signifcativamente maior de nematóides intestinais no grupo de alcoólatras do que nos controles (35,3% e 18,7%, respectivamente), devido a freqüência maior de Strongyloides stercoralis (21,7% e 4,1%, respectivamente). A freqüência dos outros nematóides foi semelhante nos dois grupos. A maior freqüência de S. sterocralis nos alcoólatras poderia ser explicada pela imunomodulação induzida pela ingestão abusiva de etanol e/ou por alteração do metabolismo dos corticosteróides induzidas pelo etanol, aumentando a quantidade de metabólitos que podem mimetizar os ecdisteróides do verme, aumentando a fecundidade das fêmeas no duodeno e a sobrevivência das larvas. Desse modo, a maior freqüência de S. stercoralis nos alcoólatras não refletiria um real aumento na prevalência, mas sim um aumento na positividade do exame parasitólogico devido ao aumento do número de larvas rabdtóides eliminadas pelas fêmeas no duodeno.

Keywords : Alcoolismo; Estrongiloidíase; Strongyloides stercoralis; Nematóides intestinais.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English