SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4A survey of visceral leishmaniasis in dogs from Santa Maria and neighbouring municipalities, State of Rio Grande do SulFrequency of seropositivity to Toxocara canis in children of different socioeconomic strata author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

TELES, Horacio Manuel Santana et al. Eficiência do diagnóstico coproscópico de Schistosoma mansoni em fezes prensadas. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2003, vol.36, n.4, pp. 503-507. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822003000400012.

A eficácia do controle da esquistossomose depende em grande parte da sensibilidade da coproscopia. Passamos a utilizar, além da técnica de Kato-Katz, a de prensagem de fezes entre lâmina e lamínula de polipropileno, segundo Ferreira. De 1.282 amostras fecais colhidas entre 1998 e 2000 no Bairro da Palha, Município de Bananal, São Paulo, Brasil, 105 (8,2%) resultaram positivas. A primeira técnica revelou 90 (7%) e a segunda, 88 (6,9%) amostras positivas. Os resultados concordaram, segundo a estatística kappa. Valores baixos de percentagens de positivos e de opg (ovos por grama) de fezes, em Bananal, demandaram aumento do volume de material a examinar. Além de permitir a observação da viabilidade dos ovos de Schistosoma mansoni, a segunda técnica dispensa o uso de glicerina, de placa medidora e de tamisação; esta última, responsável por ulterior perda de precisão nas determinações de opg.

Keywords : Schistosoma mansoni; Diagnóstico coproscópico; Sensibilidade; Esquistossomose; Morbidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese