SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4Frequency of seropositivity to Toxocara canis in children of different socioeconomic strataPolycystic hydatidosis: casual finding of calcified hydatid cyst simulating mesenteric neoplasm author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

AMATO NETO, Vicente et al. Blastocistose: controvérsias e indefinições. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2003, vol.36, n.4, pp. 515-517. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822003000400014.

Blastocistose é a infecção causada pelo Blastocystis hominis. Está relacionada com várias controvérsias e indefinições, sem dúvida muito importantes sobretudo pelas implicações médico-assistenciais que suscitam. A propósito, pendência expressiva diz respeito à patogenicidade do referido protozoário, que precisa ser categoricamente definida. Ao lado dessa particularidade outros assuntos exigem elucidações através de pesquisas bem conduzidas, para que a blastocistose fique devidamente situada no contexto da saúde pública. Aspecto também digno de atenção é o diagnóstico pelo exame parasitológico de fezes, necessariamente executável por meio de métodos adequados, como o direto e os permanentes, exemplificados pelos que usam a a hematoxilina férrica ou a tionina. O emprego de técnicas impróprias propicia resultados falsos-negativos, conturbando o aconselhável bom conhecimento da real participação do microrganismo em questão.

Keywords : Blastocistose; Blastocystis hominis; Controvérsias e indefinições; Orientação para o diagnóstico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese