SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4Frequency of seropositivity to Toxocara canis in children of different socioeconomic strataPolycystic hydatidosis: casual finding of calcified hydatid cyst simulating mesenteric neoplasm author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682On-line version ISSN 1678-9849

Abstract

AMATO NETO, Vicente et al. Blastocistose: controvérsias e indefinições. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2003, vol.36, n.4, pp.515-517. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822003000400014.

Blastocistose é a infecção causada pelo Blastocystis hominis. Está relacionada com várias controvérsias e indefinições, sem dúvida muito importantes sobretudo pelas implicações médico-assistenciais que suscitam. A propósito, pendência expressiva diz respeito à patogenicidade do referido protozoário, que precisa ser categoricamente definida. Ao lado dessa particularidade outros assuntos exigem elucidações através de pesquisas bem conduzidas, para que a blastocistose fique devidamente situada no contexto da saúde pública. Aspecto também digno de atenção é o diagnóstico pelo exame parasitológico de fezes, necessariamente executável por meio de métodos adequados, como o direto e os permanentes, exemplificados pelos que usam a a hematoxilina férrica ou a tionina. O emprego de técnicas impróprias propicia resultados falsos-negativos, conturbando o aconselhável bom conhecimento da real participação do microrganismo em questão.

Keywords : Blastocistose; Blastocystis hominis; Controvérsias e indefinições; Orientação para o diagnóstico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License