SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue5Production of septal fibrosis of the liver by means of foreign protein injections into ratsClinical and diagnostic aspects of American tegumentary leishmaniosis in soldiers simultaneously exposed to the infection in the Amazon Region author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

MACHADO, Ricardo Luiz Dantas; COUTO, Álvaro Augusto Ribeiro D' Almeida; CAVASINI, Carlos Eugênio  and  CALVOSA, Vanja Sueli Pachiano. Malária em região extra-Amazônica: situação no Estado de Santa Catarina. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2003, vol.36, n.5, pp. 581-586. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822003000500007.

Este estudo objetiva conhecer o perfil epidemiológico da malária no Estado de Santa Catarina, analisando dados disponibilizados pela Fundação Nacional de Saúde, relativos ao período de 1996/2001. Das 4.707 lâminas examinadas, 5,5% evidenciaram-se positivas. As infecções por Plasmodium vivax foram 69%, por Plasmodium falciparum 25,6%, infecções mistas por ambos foram 5% e, somente 0,4% por Plasmodium malariae. Foi observado 67,4% casos importados e 32,6% casos autóctones. Nos últimos anos houve um aumento de casos importados. A maioria destes veio da região Amazônica brasileira e o restante de países africanos. Identificou-se os municípios de Joinville, Blumenau, São Francisco do Sul e Florianópolis com maior número de autoctonia no biênio 1996/97. Medidas de controle e vigilância fazem-se necessárias, no sentido de prevenir a reintrodução do plasmódio, favorecendo a autoctonia. Será útil o mapeamento das áreas de risco, já que é contínua a expectativa de sua reemergência em áreas hoje consideradas sob controle.

Keywords : Malária; Epidemiologia; Estado de Santa Catarina; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese