SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue1Soroprevalence of HTLV-I/II, HIV, siphylis and toxoplasmosis among pregnant women seen at Botucatu - São Paulo - Brazil: risk factors for HTLV-I/II infectionAlterations in cholesterol, triglyceride and total phospholipid levels in plasma of Callithrix jacchus (sagüi) reinfected by Schistosoma mansoni author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

OLIVEIRA, Flávia Aparecida de et al. Doenças infecciosas como causas de morte em idosos autopsiados. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2004, vol.37, n.1, pp. 33-36. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822004000100009.

O envelhecimento populacional no Brasil está associado às alterações na morbimortalidade da população. Nesse estudo, foi verificado as causas de morte e outros processos patológicos em idosos autopsiados. Os idosos com idade maior ou igual a 60 anos, no período de 1976 a 1998 representaram 394 casos (24,4%). A mediana da idade foi 69 (60 a 120) anos, sendo maior nas mulheres (70,5 versus 68 anos; p<0,05). O sexo masculino (67,5%), a cor branca (69,8%) e as causas de morte cardiovascular (43,7%) e infecciosa (31%) prevaleceram. A subnutrição (76,2%) estava associada à pneumonite e cistite, (p<0,05). A arteriosclerose (61,9%) e as cardiopatias chagásica (42,1%) e hipertensiva (39,1%) foram os processos mais freqüentes. Portanto, foi observado sobreposição das causas de morte crônico-degenerativas e infecciosas. Isso demonstra a necessidade de valorizar medidas como o acompanhamento do índice de massa corporal e dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças no envelhecimento, como a pneumonite.

Keywords : Autópsia; Idoso; Morbidade; Mortalidade; Processos patológicos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese