SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue2Factors associated with treatmet failure of cutaneous leishmaniasis with meglumine antimoniateRadiographic study of the oesophagus of chagasic patients in 25 years of the Mambaí Project author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

OLIVEIRA, Jacqueline Ferreira de et al. Doença neurológica em pacientes infectados pelo HIV na era da terapia anti-retroviral altamente ativa: uma experiência brasileira. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2006, vol.39, n.2, pp. 146-151. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822006000200002.

Com o objetivo de estudar as doenças neurológicas em pacientes HIV/AIDS e sua relação com a terapia anti-retroviral altamente ativa, foi realizado estudo transversal em hospital público de doenças infecciosas de Belo Horizonte, Brasil, no período de fevereiro de 1999 a março de 2000. Doença neurológica foi observada em 194 (46,5%) dos 417 indivíduos incluídos e um novo episódio de doença neurológica definidora de AIDS ocorreu em 23,7% pacientes. Toxoplasmose (42,3%), criptococose (12,9%) e tuberculose (10,8%) foram as principais causas de complicações neurológicas. A maioria dos pacientes estava em uso de terapia anti-retroviral altamente ativa (79,3%) e esses indivíduos apresentaram maiores contagens de linfócitos CD4 (p = 0,014) e maior freqüência de doença neurológica clinicamente estável, embora não tenha havido diferença no perfil etiológico das complicações neurológicas. As doenças neurológicas continuam sendo causas freqüentes de complicações da infecção pelo HIV/AIdS no Brasil, e a despeito da terapia anti-retroviral altamente ativa, as infecções são ainda a principal etiologia das doenças do sistema nervoso.

Keywords : Infecção pelo HIV; SIDA; Doença neurológica; Terapia anti-retroviral altamente ativa; Brasil.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English