SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número6Diagnóstico molecular da taxa de infecção natural de flebotomíneos (Psychodidae, Lutzomyia) por Leishmania sp na Amazônia maranhenseCarga proviral do HTLV-1 e HTLV-2: um método simples através da PCR quantitativa em tempo real índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versão impressa ISSN 0037-8682versão On-line ISSN 1678-9849

Resumo

UEHARA, Patrícia Moreira; CUNHA, Rivaldo Venâncio da; PEREIRA, Gracy Regina Oliveira L.  e  OLIVEIRA, Priscilla Alexandrino de. Envolvimento hepático em pacientes com dengue hemorrágico: manifestação rara?. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2006, vol.39, n.6, pp.544-547. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822006000600006.

As manifestações hepáticas são descritas como não usuais no dengue e podem evoluir com quadros graves e potencialmente letais. Avaliamos as alterações hepáticas em 41 pacientes com dengue hemorrágico com confirmação laboratorial (ELISA IgM positivo) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil e observamos 61% (25/41) de alteração na alanina aminotransferase e 80,5% (33/41) na aspartato aminotransferase, sendo que não houve diferenças estatisticamente significativas quando comparamos as várias formas clínicas. A variação nos valores de ALT foi de 14-547U/l, nos valores da AST foi de 11-298U/l. Náuseas e/ou vômitos foram referidos por 90% (37/41) dos pacientes, 46,3% (19/41) referiram dor abdominal e 10% (3/29) apresentavam hepatomegalia ao exame físico. A idade variou de 18 a 88 anos, 23 (56%) eram mulheres e 18 (44%) homens.

Palavras-chave : Dengue; Dengue hemorrágico; Alterações hepáticas; Mato Grosso do Sul State; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons