SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 issue1Assessment of an entomological surveillance system for Chagas disease with community participation in Mambaí and Buritinópolis, State of GoiásMortality trend due to accidental tetanus from 1981 to 2004 in Pernambuco and analysis of the impact on intensive care unit attendance author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

SANTOS, Vânia Rodrigues dos; YOKOO, Edna Massae; SOUZA-SANTOS, Reinaldo  and  ATANAKA-SANTOS, Marina. Fatores socioambientais associados à distribuição espacial de malária no assentamento Vale do Amanhecer, Município de Juruena, Estado de Mato Grosso, 2005. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2009, vol.42, n.1, pp. 47-53. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822009000100010.

Malaria é uma doença de distribuição focal. No Brasil, áreas de assentamento e garimpos de ouro na Amazônia Legal apresentam grande concentração de casos. Este artigo analisa a distribuição espacial de casos de malária, considerando fatores ambientais e sociais, no assentamento Vale do Amanhecer, Município de Juruena, Mato Grosso, Brasil. Em 2005, notificou-se 359 casos autóctones no assentamento e pelo método de Kernel identificaram-se áreas de maior e menor intensidade de número de casos. As áreas de maior intensidade apresentaram 290 casos e na de menor intensidade 64 casos. A intensidade da distribuição variou no assentamento, indicando áreas de grande intensidade de casos favoráveis para transmissão como área de garimpos. Assim, apesar de assentamentos serem considerados como foco de malária, existem no seu interior, especificidades que, uma vez identificadas, podem contribuir para o controle da doença.

Keywords : Malária; Assentamento; Análise espacial; Método de Kernel.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese