SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue4Level of behavior and knowledge concerning human papillomavirus among university students of a nursing collegeMolecular characterization of carbapenem-resistant and metallo-β-lactamase-producing Pseudomonas aeruginosa isolated from blood cultures from children and teenagers with cancer author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

SCHEFFER, Mara Cristina et al. Disseminação Intrahospitalar de Pseudomonas aeruginosa em Hospital Universitário de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2010, vol.43, n.4, pp. 367-371. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822010000400006.

INTRODUÇÃO: O isolamento de Pseudomonas aeruginosa resistente aos carbapenêmicos (PARC) tem sido cada vez mais frequente nos hospitais brasileiros. O presente estudo investigou a concentração inibitória mínina (CIM), a presença de metalo-β-lactamases (MβL), e uma possível relação clonal entre PARC isoladas entre junho de 2003 a junho de 2005, em um hospital escola na cidade de Florianópolis, Brasil. MÉTODOS: O estudo incluiu 29 PARC e sete isolados com suscetibilidade reduzida. A CIM foi determinada por diluição em ágar. A detecção de MβL foi realizada por sinergismo de duplo disco (SDD) e disco combinado (DC). Genes para MβL foram pesquisados por PCR e confirmados pela análise da sequência de nucleotídeos. A tipagem epidemiológica foi realizada por gel de eletroforese em campo pulsátil. RESULTADOS: Entre os 29 isolados resistentes aos carbapenêmicos, 100% apresentaram suscetibilidade a polimixina B, e 96,7% a piperacilina/tazobactam. Dezessete (62%) destes isolados pertenciam a um mesmo clone (clone A); entre estes, seis isolados apresentaram testes fenotípicos positivos para MβL e carreavam o gene blaSPM-1. O primeiro isolado PARC não foi relacionado ao clone A, carreava o gene blaIMP-16 e foi fenotipicamente positivo somente por DC. CONCLUSÕES: A propagação de um clone com alto nível de resistência sugere a transmissão cruzada como um importante mecanismo de disseminação e tem contribuído para o aumento nos níveis de resistência aos carbapenêmicos. Este estudo enfatiza a necessidade de vigilância contínua e melhoramento nas estratégias de controle de infecção nesta instituição.

Keywords : Pseudomonas aeruginosa; Resistência aos carbapenêmicos; Infecção nosocomial.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English