SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue6Decline in prevalence and asymmetric distribution of human T cell lymphotropic virus 1 and 2 in blood donors, State of Minas Gerais, Brazil, 1993 to 2007 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

CAVALCANTE, Ricardo de Souza; JORGE, Aline Maia Zambonatto  and  FORTALEZA, Carlos Magno Castelo Branco. Preditores de adesão à vacinação contra influenza em profissionais de um hospital de ensino: um estudo na era pré-pandêmica. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2010, vol.43, n.6, pp.611-614. ISSN 0037-8682.  https://doi.org/10.1590/S0037-86822010000600001.

INTRODUÇÃO: Mesmo antes da pandemia de 2009, o acometimento de profissionais da área da saúde (PAS) pela influenza já era uma ameaça conhecida para pacientes internados. A cobertura vacinal desse grupo era geralmente baixa. A identificação de preditores de adesão de PAS à vacinação contra influenza é um desafio para Comissões de Controle de Infecção. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal em Dezembro de 2007, entrevistando 125 PAS de um hospital de ensino para identificar preditores de adesão à vacinação contra influenza. Os desfechos de interesse foram: A - adesão à campanha de 2007; B - adesão a pelo menos três campanhas nos últimos cinco anos. Dados demográficos e profissionais foram analisados em modelos univariados e multivariados. RESULTADOS: Dos entrevistados, 43,2% haviam sido vacinados em 2007. No entanto, apenas 34,3% daqueles trabalhando há mais de cinco anos aderiram a três ou mais campanhas nesse período. Análise multivariada demonstrou que trabalhar em enfermaria pediátrica (OR = 7.35, 95% CI = 1.90-28.44, p = 0,004) e o número de anos no emprego (OR = 1.32, 95% CI = 1.00-1.74, p = 0.049) foram preditores significantes de adesão em 2007. Médicos tiveram má performance nos desfechos A (OR = 0,40, 95% CI = 0.16-0.97, p = 0,04) e B (OR = 0,17, 95% CI = 0,05-0,60, p = 0,006). CONCLUSÕES: Estratégias para aumentar adesão à vacinação contra influenza devem priorizar médicos e PAS admitidos recentemente ao emprego. Novos estudos são necessários para abordar o impacto da recente pandemia de influenza sobre as políticas de vacinação para PAS.

Keywords : Influenza; Vacinação; Profissionais da Saúde.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License