SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 issue3Clinical and epidemiological profile of blood donors with positive serology for viral hepatitis in southern BrazilCo-infection and risk factors of tuberculosis in a Mexican HIV+ population author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

TREMESCHIN, Marina Hjertquist et al. Avaliação nutricional e do perfil lipídico em crianças e adolescentes infectadas pelo HIV tratadas com terapia antirretroviral de alta potência. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2011, vol.44, n.3, pp. 274-281.  Epub July 01, 2011. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822011005000039.

INTRODUÇÃO: Crianças e adolescentes infectadas pelo HIV e tratadas com terapia antirretroviral de alta potência (TAAP), que inclui inibidor de protease (IP) podem apresentar significante melhora clínica no estado nutricional e na qualidade de vida. O objetivo é relatar as alterações nutricionais e metabólicas em pacientes pediátricos expostos a TAAP e controles saudáveis durante 1 ano. MÉTODOS: O perfil clínico, antropométrico e lipídico, bem como dados da ingestão alimentar foram coletados prospectivamente durante aproximadamente 12 meses. RESULTADOS: Cinquenta e um indivíduos foram estudados. Dezesseis eram saudáveis. Após 12 meses de acompanhamento, indivíduos HIV-positivo permaneceram abaixo dos parâmetros do grupo controle saudável. Nenhuma mudança foi observada em relação à ingestão alimentar. Níveis séricos de triglicerídeos foram maiores em pacientes usando inibidor de protease no começo do estudo [IP grupo: 114 (43 - 336), e 136 (63 - 271) versus grupo controle: 54.5 (20 - 162); p = 0.003], porém após doze meses de acompanhamento, apenas o grupo que recebeu inibidor de protease por não mais do que dois meses apresentou maiores valores [140 (73 - 273) versus 67.5 (33 - 117); p = 0.004]. HDL-colesterol foi menor nos indivíduos HIV-positivos [grupo HIV-positivo: 36 (27 - 58) e 36 (23 - 43); controle 49.5 (34 - 69); p=0.004]. CONCLUSÕES: Crianças e adolescentes infectadas pelo HIV e tratadas com terapia antirretroviral de alta potência tiveram seus parâmetros nutricionais comprometidos quando comparados com o pareado grupo controle. Indivíduos usando inibidor de protease apresentaram piores níveis séricos de triglicerídeos quando comparados com os saudáveis.

Keywords : Composição corporal; Dislipidemia; Terapia antirretroviral de alta potência; Crianças HIV-positivas; Perfil lipídico; Estado nutricional.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English