SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue1Sandfly frequency in a clean and well-organized rural environment in the state of Paraná, BrazilEpidemiological, clinical, and operational aspects of leprosy patients assisted at a referral service in the state of Maranhão, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

VERAS, Larissa Sales Téles et al. Função eletromiográfica, grau de incapacidade e de dor em portadores de hanseníase submetidos à mobilização neural. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.1, pp. 83-88. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000100016.

INTRODUÇÃO: Este estudo tem como objetivo avaliar o efeito da técnica de mobilização neural sobre a função eletromiográfica, grau de incapacidade e dor em portadores de hanseníase. MÉTODOS: A amostra de 56 indivíduos portadores de hanseníase foi randomizada em: grupo experimental composto por 29 indivíduos submetidos ao tratamento com mobilização neural e grupo controle composto por 27 indivíduos submetidos ao tratamento convencional. Em ambos os grupos, foram tratadas as lesões nos membros inferiores. No tratamento com mobilização neural, o procedimento utilizado foi a mobilização das raízes lombossacrais e do nervo isquiático com viés para o nervo fibular, que inerva o músculo tibial anterior, o qual foi avaliado na eletromiografia. RESULTADOS: Ao analisar a função eletromiográfica, observou-se aumento significativo (p<0,05) no grupo experimental em ambos os músculos tibiais anteriores, direito (∆%=22,1; p=0,01) e esquerdo (∆%=27,7; p=0,009), comparado ao grupo controle no pré e pós teste. Ao analisar a força no movimento de extensão horizontal (∆%dir=11,7; p=0,003/∆% esq=27,4; p=0,002) e no movimento de dorso flexão (∆% dir=31,1; p=0,000/∆% esq=34,7; p=0,000), observou-se aumento significativo (p<0,05) em ambos os segmentos direito e esquerdo ao comparar o grupo experimental no pré e pós teste. O grupo experimental apresentou redução significativa (p=0,000) na percepção de dor e no grau de incapacidade ao comparar o pré e pós teste e na comparação com o grupo controle no pós teste. CONCLUSÕES: Pacientes submetidos à técnica de mobilização neural obtiveram melhora na função eletromiográfica e nos níveis de força muscular reduzindo o grau de incapacidade e dor.

Keywords : Mobilização neural; Eletromiografia; Grau de incapacidade; Dor; Hanseníase.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English