SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número3Chagas disease: What is known and what should be improved: a systemic reviewHepatitis B virus infection in children, adolescents, and their relatives: genotype distribution and precore and core gene mutations índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

BONA, Ana Caroline Dalla; TWERDOCHLIB, Adriana Lacerda  y  NAVARRO-SILVA, Mário Antônio. Diversidade genética dos vírus dengue sorotipos 1 e 2, no Estado do Paraná, Brasil, baseada no fragmento da junção do gene capsídeo/pré-membrana. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.3, pp. 297-300. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000300003.

INTRODUÇÃO:A identificação precisa da variante genética do vírus da dengue é importante para compreender a dispersão, virulência e identificação das cepas responsáveis pelas epidemias. O objetivo da pesquisa foi investigar a variação genética do fragmento da junção do gene capsídeo/pré-membrana dos sorotipos 1 e 2. MÉTODOS: Amostras de onze municípios do Estado Paraná, Brasil, foram cedidas pelo Laboratório Central do Paraná e consistiam em isolados de cultura de células da linhagem C6/36 (Aedes albopictus), positivos para técnica de imunofluorescência indireta. O Ribonucleic acid (RNA) dessas amostras foi extraído, seguido da transcrição reversa, reação em cadeia da polimerase (PCR) e nested PCR. RESULTADOS: Co-infecção por DENV-1 e 2 (virus da dengue 1 e 2) foi observada em quatro pacientes, através da técnica Reverse transcriptase-polymerase chain reaction (RT-PCR). Para o DENV-1 a porcentagem de similaridade variou de 95 a 100% comparando com cepas do Genbank. Para o DENV-2 a porcentagem de similaridade variou de 98 a 100%. De acordo com o cladograma gerado, todas as cepas deste estudo se agruparam no genótipo V para DENV-1. Para o DENV-2 foi encontrada a cepa referente ao genótipo asiático/americano. CONCLUSÕES: O monitoramento das cepas circulantes torna-se uma ferramenta importante na detecção da migração dos subtipos do vírus da dengue envolvidos em epidemias.

Palabras clave : Infecção simultânea; RT-PCR; Flavivirus; Variação genética.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons