SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número3Hepatitis B virus infection in children, adolescents, and their relatives: genotype distribution and precore and core gene mutationsComparison between the spastic paraplegia rating scale, Kurtzke scale, and Osame scale in the tropical spastic paraparesis/myelopathy associated with HTLV índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

LOPO, Sônia Sampaio et al. Evidência de maior prevalência de infecção pelo HPV em mulheres infectadas pelo HTLV-1: um estudo de corte transversal. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.3, pp. 305-308. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000300005.

INTRODUÇÃO:A infecção pelo HTLV-1 aumenta a susceptibilidade para outras infecções. Poucos estudos avaliaram a co-infecção entre HPV/HTLV-1 e a resposta imune envolvida nesta interação. O objetivo deste trabalho é determinar a prevalência de infecção cervical pelo HPV em mulheres infectadas pelo HTLV-1 e estabelecer os fatores de risco envolvidos nesta co-infecção. MÉTODOS: Um estudo de corte transversal foi conduzido em Salvador, Brasil, entre setembro de 2005 e dezembro de 2008, envolvendo 50 mulheres infectadas pelo HTLV-1, acompanhadas no Centro de Referência de HTLV e 40 mulheres não infectadas, acompanhadas no Serviço de Ginecologia, ambos na Escola Bahiana de Medicina. A infecção pelo HPV foi confirmada pela Captura Híbrida. A carga proviral do HTLV-1 foi quantificada pelo PCR em tempo real. RESULTADOS: A média de idade das mulheres infectadas pelo HTLV-1 (38±10 anos) foi semelhante ao do grupo controle (36±13 anos). A prevalência de infecção pelo HPV foi 44% nas mulheres infectadas pelo HTLV-1 e de 22,5% no grupo controle (p=0,03). Mulheres infectadas pelo HTLV-1 informaram menor idade de início de vida sexual (17±3 anos versus 19±3 anos; p=0,03) e maior número de parceiros sexuais, em relação ao grupo controle (4±3 versus 2±1; p<0,01). No grupo de mulheres infectadas pelo HTLV-1, não se observou diferença entre a carga proviral do HTLV-1 entre as mulheres infectadas pelo HPV e as não infectadas. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção pelo HPV foi maior em mulheres infectadas pelo HTLV-1. Novos estudos devem ser realizados para avaliar a progressão desta co-infecção.

Palabras llave : HTLV-1; HPV; Carga proviral; Brasil.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés