SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número3Epidemiologic aspects of toxoplasmosis and evaluation of its seroprevalence in pregnant womenPlasmodium falciparum infection in pregnant women attending antenatal care in Luanda, Angola índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

LANGONI, Helio et al. Detecção e análise molecular de Toxoplasma gondii e Neospora caninum em cães com distúrbios neurológicos. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.3, pp. 365-368. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000300016.

INTRODUÇÃO: Toxoplasma gondii e Neospora caninum são parasitas Apicomplexa responsáveis por doenças sistêmicas em muitas espécies de animais, incluindo cães, o que representa grande importância em animais de estimação. MÉTODOS: Este estudo teve como objetivo determinar a prevalência da infecção de T. gondii e N. caninum em 50 cães com sinais neurológicos internados no Hospital Veterinário da Universidade Estadual Paulista (UNESP) na Cidade de Botucatu, Brasil. Todos os animais foram examinados para detecção de anticorpos por IFAT para ambos os parasitas. Tecidos de animais positivos foram analisados por bioensaio em camundongos (T. gondii) e gerbilos (N. caninum) e o DNA foi pesquisado por PCR. Amostras positivas para T. gondii por PCR foram analisadas por meio de análise de restrição de fragmentos polimórficos (restriction fragment length polymorphism-polymerase chain reaction - RFLP-PCR), utilizando-se 11 marcadores: SAG1, SAG2 (5'-3'SAG2 e, alt.SAG2), SAG3, Btub, GRA6, L358, c22 -8, C29-6, PK1 e Apico e o marcador CS3 para análise de virulência. RESULTADOS: Os anticorpos específicos foram detectados em 11/50 animais (22%; IC95% 12,8-35,3%) para T. gondii, e 7/50 (14%; IC95% 7,0-26,3%) para N. caninum. No bioensaio e PCR, 7/11 (63,6%; IC95% 34,9-84,8%) das amostras foram positivas para T. gondii, e 3/7 (42,9%; IC95% 15,7-75,5%) para N. caninum. Três diferentes genótipos foram identificados. Apenas um foi único. CONCLUSÕES: Estes dados confirmam a presença de T. gondii e N. caninum em cães do Brasil, e demonstra a importância do T. gondii como sentinela para a infecção e a variação genotípica deste parasita no Brasil.

Palabras llave : Toxoplasma gondii; Neospora caninum; Genótipos; Cães; RFLP-PCR; Zoonoses.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés