SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número3Plasmodium falciparum infection in pregnant women attending antenatal care in Luanda, AngolaSpatial analysis of new cases of leprosy in the State of Espírito Santo, Brazil, between 2004 and 2009 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

VERAS, Larissa Sales Téles et al. Grau de incapacidade, níveis de dor, força muscular e função eletromiográfica em portadores de hanseníase com lesão do nervo fibular comum. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.3, pp. 375-379. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000300018.

INTRODUÇÃO: O objetivo do estudo foi avaliar o grau de incapacidade, níveis de dor, força muscular e a função eletromiográfica (RMS) em indivíduos portadores de hanseníase. MÉTODOS: A amostra foi composta de um grupo de 29 sujeitos portadores de hanseníase, apresentando lesão do nervo fibular comum e grau 1 ou 2 de incapacidade, com indicação ao tratamento fisioterapêutico, e um grupo controle de 19 indivíduos saudáveis, sem hanseníase. Os sujeitos foram submetidos à análise do grau de incapacidade, testes de eletromiografia, de força muscular voluntária e da Escala Visual Analógica (EVA) para a dor. RESULTADOS: O teste de McNemar mostrou maior prevalência do grau dois de incapacidade (Δ=75,9%; p=0,0001) entre os indivíduos com hanseníase. O teste de Mann-Whitney revelou maiores níveis de dor (Δ=5,0; p=0,0001) nos pacientes com hanseníase apresentando menores níveis de força muscular da extensão do hálux direito e esquerdo (Δ=1,28, p=0,0001; Δ=1,55, p=0,0001) e flexão dorsal do pé direito e esquerdo (Δ=1,24, p=0,0001; Δ=1,45, p=0,0001) do que os indivíduos sem hanseníase. O teste de Kruskal-Wallis revelou que os valores do RMS da flexão dorsal dos pés direito (Δ=181,66m.s-2, p=0,001) e esquerdo (Δ=102,57m.s-2, p=0,002) apresentaram menores valores que o grupo controle em ambos os lados, mas as comparações intragrupos não mostraram diferenças. CONCLUSÕES: Conclui-se que a hanseníase altera todas as variáveis analisadas na pesquisa, indicando a necessidade de intervenção fisioterapêutica imediata nos sujeitos com Hanseníase. Esta investigação abre perspectivas de futuras pesquisas que analisem o tratamento da hanseníase com intervenção fisioterapêutica.

Palabras llave : Grau de incapacidade; Eletromiografia; Força muscular; Dor; Nervo fibular; Hanseníase.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés