SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número4Cutaneous leishmaniasis in northeastern Brazil: a critical appraisal of studies conducted in State of PernambucoPhlebotomine sandflies fauna (Diptera: Psychodidae) at rural settlements in the municipality of Cáceres, State of Mato Grosso, Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

CRUZ, Mariza Fordellone Rosa; GALATI, Eunice Aparecida Bianchi  y  CRUZ, Carolina Fordellone Rosa. Aspectos ecológicos da fauna flebotomínea (Diptera, Psychodidae) em área endêmica de leishmaniose tegumentar americana, sob influência de complexo hidrelétrico no rio Paranapanema, Estado do Paraná, Brasil. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.4, pp. 430-436. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000400003.

INTRODUÇÃO: Em estudo epidemiológico desenvolvido para identificar fatores determinantes na ocorrência da leishmaniose tegumentar americana em áreas impactadas por complexo hidrelétrico no rio Paranapanema, Estado do Paraná, Brasil, foram investigados aspectos ecológicos da fauna flebotomínea. MÉTODOS: Os flebotomíneos foram amostrados com armadilhas automáticas luminosas de fevereiro/2004 a junho/2006, em 25 pontos, distribuídos na área urbana, periurbana e rural da Cidade de Itambaracá e Vila Rural, além das localidades de Porto Almeida e São Joaquim do Pontal. RESULTADOS: No total capturou-se 3.187 flebotomíneos de 15 espécies. Predominaram Nyssomyia neivai (34,4%), Pintomyia pessoai (32,6%), Migonemya migonei (11,6%), Nyssomyia whitmani (8,8%) e Pintomyia fischeri (2,7%), todas com capacidade de transmissão de Leishmania. Para Ny. neivai, predominaram os machos e para as outras vetoras, fêmeas, com diferença estatística significante (p < 0,001). Segundo o índice de abundância das espécies padronizado, as mais abundantes foram: Ny neivai, Pi. pessoai, Ny. whitmani, Brumptomyia brumpti, Mg. migonei e Pi. fischeri. As maiores frequências e diversidade das espécies foram encontradas em Porto Almeida em áreas com matas mais preservadas, seguida por São Joaquim do Pontal e Vila Rural, com matas mais degradadas. CONCLUSÕES: Os flebotomíneos foram capturados em todas as localidades amostradas, com predominância de cinco espécies vetoras, destacando-se Ny. neivai, com suas frequências mais elevadas nas proximidades de peridomicílios e Pi. pessoai nas áreas de matas mais preservadas. Os altos índices de abundância das espécies padronizados para Ny. neivai e Pi. pessoai indicam que estas duas espécies podem transmitir a leishmaniose tegumentar na área investigada.

Palabras llave : Leishmaniose tegumentar americana; Complexo hidrelétrico; Flebotomíneo; Aspectos ecológicos; Vetores.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés