SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número5Surveillance of influenza A H1N1 2009 among school children during 2009 and 2010 in São Paulo, BrazilMultidrug resistance genes, including blaKPC and blaCTX-M-2, among Klebsiella pneumoniae isolated in Recife, Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

MACHINER, Fernanda; CARDOSO, Rebecca Martins; CASTRO, Cleudson  y  GURGEL-GONCALVES, Rodrigo. Ocorrência de Triatoma costalimai (Hemiptera: Reduviidae) em diferentes ambientes e estações climáticas: um estudo de campo em área de cerrado. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.5, pp.567-571. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000500006.

INTRODUÇÃO: Espécimes de Triatoma costalimai infectados por Trypanosoma cruzi têm sido detectados em unidades domiciliares no Brasil Central, mantendo o risco potencial de transmissão vetorial da doença de Chagas. Objetivou-se determinar a ocorrência e infecção natural de T. costalimai em habitats rochosos em diferentes ambientes (mata de galeria, mata seca e peridomicílio) e estações climáticas (chuvosa e seca), no município de Mambaí, Estado de Goiás, Brasil. MÉTODOS: Os triatomíneos foram capturados em outubro de 2010 e junho de 2011 usando dois métodos (coleta manual e armadilhas adesivas com isca animal) e posteriormente foram separados por estádio e sexo, contabilizados e examinados parasitologicamente por compressão abdominal e análise microscópica das fezes. RESULTADOS: Triatoma costalimai foi detectado nos três ambientes e nas duas estações amostradas. O sucesso total de captura das 900 armadilhas e 60 blocos de rochas inspecionados foi de 5,8% e 11,7%, respectivamente. A ocorrência de T. costalimai foi maior em rochas do peridomicílio, onde 97% dos 131 espécimes foram capturados. A proporção de ninfas (98%) foi muito superior à de adultos, os quais só foram detectados no peridomicílio. A maioria (95%) dos insetos foi capturada na estação chuvosa, com predominância de ninfas I. Nenhum dos 43 espécimes examinados estava infectado por tripanosomatídeos. CONCLUSÕES: Os resultados indicam maior ocorrência de T. costalimai em ambiente peridomiciliar e na estação chuvosa em Mambaí, Goiás, salientando o comportamento sinantrópico dessa espécie de triatomíneo em uma área do cerrado Brasileiro e a importância da vigilância entomológica.

Palabras clave : Triatominae; Habitats rochosos; Triatoma costalimai; Cerrado; Brasil.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons