SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número5Prevalence of enterotoxin-encoding genes and antimicrobial resistance in coagulase-negative and coagulase-positive Staphylococcus isolates from black puddingMultiple causes of death related to Chagas' disease in Brazil, 1999 to 2007 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

PEDROSO, Vinicius Sousa Pietra et al. Série de casos de paracoccidioidomicose com e sem envolvimento do sistema nervoso central. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2012, vol.45, n.5, pp. 586-590. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822012000500009.

INTRODUÇÃO: A paracoccidioidomicose (PCM) é a micose profunda mais importante na América do Sul. O comprometimento do sistema nervoso central é grave e pode ocorrer em 12,5% dos casos. Este trabalho tem como objetivo descrever oito casos de neuroparacoccidioidomicose (NPMC) e comparar suas características com pacientes sem envolvimento neurológico, a fim de identificar aspectos singulares da NPCM. MÉTODOS: Uma coorte de 213 casos de PCM foi avaliada na Clínica de Doenças Infecciosas do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, de outubro de 1976 a agosto de 2008. Dados epidemiológicos, clínicos, laboratoriais, terapêuticos e de seguimento foram registrados. RESULTADOS: Oito pacientes apresentaram NPCM. A prevalência de NPCM observada foi de 3,8%. Um paciente apresentou a forma subaguda da PCM e sete apresentaram a forma crônica. Todos os pacientes apresentaram a forma parenquimatosa. Cerca de 60% dos pacientes provenientes das regiões norte e nordeste de Minas Gerais desenvolveram NPCM. Foi observado o desenvolvimento de NPCM em uma mãe e em seu filho. Os pacientes com NPCM apresentaram perfis demográficos e clínicos similares à descrição da literatura. Quando comparados aos pacientes com PCM, houve diferenças em relação à procedência de tais pacientes e história familiar positiva de PCM. CONCLUSÕES: Os resultados confirmam a importância da avaliação neurológica em pacientes com PCM. Apesar das limitações desse trabalho, as diferenças com relação à procedência dos pacientes e à história familiar apontam para a necessidade de mais estudos para investigar a existência de fatores de susceptibilidade envolvidos no desenvolvimento da NPCM.

Palabras llave : Paracoccidioidomicose; Neuroparacoccidioidomicose; Epidemiologia; Série de casos.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés