SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 número1Adenossarcoma Mülleriano com componente sarcomatoso predominante, após tratamento adjuvante do câncer de mama com tamoxifenoSíndrome de "nevo em bolha de borracha azul" índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista do Hospital das Clínicas

versão impressa ISSN 0041-8781

Resumo

CARRAMASCHI, Fábio R. et al. Rejeição e efeitos da ciclosporina nos transplantes cutâneos alógenos microcirúrgicos em ratos. Rev. Hosp. Clin. [online]. 2000, vol.55, n.1, pp. 21-28. ISSN 0041-8781.  http://dx.doi.org/10.1590/S0041-87812000000100005.

Os efeitos da rejeição e da imunossupressão com ciclosporina A em retalhos epigástricos utilizados como transplantes cutâneos alógenos microcirúrgicos, foram estudados em 58 ratos, distribuídos em três grupos: Wistar-Furth isogênicos doadores e receptores; e Brown-Norway doadores e Wistar-Furth receptores, imunossuprimidos com cicloporina A(10mg/kg/dia). Biópsias dos retalhos e da pele normal contralateral utilizadas como contrôle foram colhidas no terceiro, sétimo, 15º e 30º dias pós transplante. As biópsias foram preparadas em historesina, e coradas em azul de toluidina, para avaliação do infiltrado inflamatório local, permitindo estudo quantitativo dos linfócitos infiltrantes nos retalhos. O modelo revelou-se eficiente, obtendo-se sobrevivência dos transplantes por 30 dias, de 83,3% entre animais isogênicos, e de 60% nos alogênicos sob ação da ciclosporina A. Em ratos alogênicos não imunossuprimidos houve 100% de rejeição dos retalhos, até o nono dia pós-operatório. Nos transplantes desses animais, verificou-se aumento significativo do número de linfócitos infiltrantes no terceiro dia, quando comparados aos ratos isogênicos. A linfocitose observada antecedeu os achados macroscópicos da rejeição, verificados apenas no quinto ou sexto dias.

Palavras-chave : Transplante de tecidos; Ciclosporinas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês