SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue5Omeprazole, Furazolidone, and Tetracycline: an eradication treatment for resistant H. pylori in Brazilian patients with peptic ulcer disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Hospital das Clínicas

On-line version ISSN 1678-9903

Abstract

CARIATI, Andrea et al. Fatores prognósticos influenciando a mortalidade em esofagectomia. Rev. Hosp. Clin. [online]. 2002, vol.57, n.5, pp.201-204. ISSN 1678-9903.  http://dx.doi.org/10.1590/S0041-87812002000500002.

OBJETIVO: Nos últimos 15 anos, melhorias técnicas contribuíram para a redução da taxa de mortalidade pós-operatória de 29 para 8 %. O objetivo deste estudo é analisar retrospectivamente o papel de diferentes fatores na mortalidade pós-operatória de 63 pacientes submetidos a esofagectomia para tratamento de câncer. MÉTODOS: Sessenta e três pacientes foram submetidos a esofagectomia com utilização do estômago como substituto. Os procedimentos cirúrgicos incluíram esofagectomia transtorácica em 49 pacientes e esofagectomia trans-hiatal em 14 casos. Entre os 49 pacientes de esofagectomia transtorácica haviam 18 (37%) com risco anestésico elevado (ASA ³ III). Quatorze pacientes foram submetidos a esofagectomia trans-hiatal. RESULTADOS: A mortalidade operatória foi de 14% na esofagectomia trans-hiatal e 22% na esofagectomia transtorácica (p = ns). A mortalidade dos pacientes com risco anestésico elevado foi de 47 % após esofagectomia transtorácica e 10% após esofagectomia trans-hiatal (p < 0,05). DISCUSSÃO: Em nossa experiência, a mortalidade foi de quase 18% e 22% após esofagectomia transtorácica. Entre os pacientes com risco anestésico elevado que se submeteram à operação, a mortalidade pós-operatória foi significativamente mais baixa após a esofagectomia trans-hiatal (10%) comparativamente à esofagectomia transtorácica (47 %) (p< 0,05).

Keywords : Carcinoma de esôfago; Esofagectomia trans-hiatal; Esofagectomia transtorácica; Fatores prognósticos; Risco anestésico.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License