SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue6Prevalence of antinuclear autoantibodies in the serum of normal blood dornorsA critical review of the possible benefits associated with homeopathic medicine author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Hospital das Clínicas

Print version ISSN 0041-8781

Abstract

NOVARETTI, Marcia Cristina Zago et al. Doença hemolítica do recém-nascido devido a anti-U. Rev. Hosp. Clin. [online]. 2003, vol.58, n.6, pp. 320-323. ISSN 0041-8781.  http://dx.doi.org/10.1590/S0041-87812003000600006.

Anti-U é um aloanticorpo eritrocitário raro detectado exclusivamente em negros, que pode causar doença hemolítica do recém-nascido e reações transfusionais hemolíticas. Relatamos o caso de um recém-nascido, de sexo feminino, que apresentou teste de antiglobulina direto fortemente positivo, dirigido a um anticorpo IgG em sangue de cordão umbilical. Anti-U foi identificado por técnica de eluição ácida. A mãe apresentava pesquisa de anticorpos irregulares positiva com anticorpo anti-U, de subclasses IgG1 e IgG3, título 32, identificado ao nascimento. O ensaio de monocamada de monócitos apresentou resultado positivo (3.1%), mostrando uma interação moderada de receptores Fc com soro materno. O recém-nascido foi tratado somente por fototerapia durante 48 horas para uma doença hemolítica leve. A criança recuperou-se bem e teve alta médica no quarto dia de vida. Concluímos que quando um anticorpo contra um antígeno eritrocitário de alta freqüência for identificado em gestantes negras e pardas, anti-U deve ser investigado.

Keywords : Anti-U; Titulação de anticorpo; Doença hemolítica do recém-nascido; Aloanticorpos; Teste de antiglobulina direto; Ensaio de monocamada de monócitos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English