SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 issue2Estômatos em Briófitas e Pteridófitas. Alguns conceitos geraisPrograma mínimo para análises de ecossistemas: Artrópodos terrestres em florestas inundáveis da Amazônia Central () author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Abstract

REIS, Carlos Moura dos; TANCREDI, Antonio Carlos F. N. S.; MATSUI, Eiichi  and  SALATI, Enéas. Caracterização das águas da região de Marajó através de concentrações de O-18 e D. Acta Amaz. [online]. 1977, vol.7, n.2, pp.209-222. ISSN 0044-5967.  https://doi.org/10.1590/1809-43921977072209.

Às pesquisas hidrológicas convencionais executadas pelo IDESP na região do arquipélago de Marajó, foi associado o estudo das variações naturais dos isótopos de hidrogênio e oxigênio das águas. Foram realizadas medidas das concentrações de Deutério e Oxigênio-18 em águas de precipitação, de rios, de lagos do interior da ilha de Marajó e das águas superficiais circundantes da mesma. Os dados obtidos são discutidos no que concerne à aplicabilidade dessas técnicas aos estudos hidrológicos da região de Marajó. A diferença de composição isotópica entre as águas do rio Amazonas na orla norte e as águas da baía de Marajó na orla sul aparece nitidamente, não obstante o aporte de águas do rio Amazonas para a baía de Marajó detectado através das análises isotópicas das águas no "Puro" de Breves. As águas superficiais internas da ilha apresentam composições isotópicas ligeiramente diferentes das águas pluviais, sendo as primeiras mais enriquecidas em isótopos pesados.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )