SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 issue1  suppl.1 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Abstract

MACEDO, Miramy. Dispersão de plantas lenhosas de uma Campina Amazônica. Acta Amaz. [online]. 1977, vol.7, n.1, suppl.1, pp.5-69. ISSN 0044-5967.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921977071s005.

No Amazônia, a dispersão de diásporas é de grande importância para explicar a ocorrência e a propagação de várias espécies nas diferentes áreas fito-geográficas. Para este estudo, foi escolhida uma campina amazônica cujas plantas fanerogâmicas se dispersam por sementes. O local principal de estudo foi a campina do km 62 da estrado Manaus-Caracaraí (BR-174), Reserva Biológica do INPA, onde ficou evidenciada a ocorrência de sete grupos dispersores, segundo Pijl (1955): anemocórico, outocórico, barocórico, diszoocórico, ornitocórico e quiropterocórico. Esses grupos foram estabelecidos através das observações de campo, morfologia dos frutos, mensurações e pesagem em estado fresco e seco, estudo quantitativo dos frutos em diferentes níveis de distância da árvore, germinação da semente no campo e no laboratório, número de plântulas e relação entre a biota e a área de estudo. Ficou claro após estes estudos, que a distribuição das plantas nas campinos amazônicas se dá por dispersão de sementes e não por regeneração vegetativa. Elas têm mecanismos especiais de dispersão porque, embora sejam como ilhas isoladas de vegetação, as mesmas espécies, em geral, ocorrem em cada uma delas. Este tipo de distribuição está, também, intimamente relacionado com os animais que vivem nesses ecossistemas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )