SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue3Amarantáceas: Nova opção de espinafres tropicais para a Amazônia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Abstract

RANZANI, G.. Alguns solos da Transamazônica na região de Marabá (). Acta Amaz. [online]. 1978, vol.8, n.3, pp.333-356. ISSN 0044-5967.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921978083333.

No presente trabalho, são descritos seis solos que ocorrem ao longo da rodovia Transamazônica, num percurso de 31,4 km, entre o igarapé Vermelho e o rio Cajazeira, na vertente esquerda do rio Tocantins, Município de Itupiranga, Estado do Pará. As ordens de solos encontradas foram: Entissolos, Oxissolos e Ultissolos correspondendo a Solos Pouco Desenvolvidos, Latossolos e Solos Podzolizados, no Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Na área, houve predominância dos Oxissolos (65%), seguindo-se a estes os Entissolos (22%) e, finalmente, os Ultissolos com 13%. O mapa exploratório de solos do Projeto RADAM (1974) assinala para essa área a ocorrência da associação Podzólico Vermelho Amarelo e Latossolo Vermelho Amarelo Distrófico isto é, de Ultissolos associados a Oxissolos. Apesar da grande diferença entre as escalas de trabalho (RADAM, escala 1:100.000, enquanto este trabalho, escala 1:10.000). observa-se boa concordância nos resultados obtidos quanto às unidades presentes. Como seria de esperar-se ã vista das generalizações implícitas no Mapa Exploratório de solos do Projeto RADAM, em virtude da diferença de escala, não houve concordância quanto ao solo predominante. O regime de umidade a que os solos estão submetidos é ústico enquanto o regime de temperatura é iso-hipertérmico. Os resultados obtidos no balanço hídrico dos solos sugerem a presença duma perda apreciável das águas de chuvas por escoamento superficial: um deflúvio que se concentra em 3-5 meses durante o ano. Tratando-se de terras com permeabilidade moderada recomenda-se a adoção de práticas conservacionistas capazes de controlar a erosão, no caso duma adaptação destas terras à agricultura. Somente assim o uso agrícola dessas terras poderia apresentar as desejáveis garantias de permanência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )