SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Parasitas intestinais numa população humana da cidade de Nova Olinda do Norte, Amazonas.Modelo de fracionamento isotópico da água na bacia Amazônica (Primeira aproximação) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Abstract

LAWRENCE, Dale N. et al. Estudos epidemiológicos entre populações indígenas da Amazônia. I. Pioderma: Prevalência e patógenos associados. Acta Amaz. [online]. 1979, vol.9, n.4, pp.661-673. ISSN 0044-5967.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921979094661.

O pioderma foi estudado em uma amostra representativa entre residentes de 4 remotas aldeias indígenas no Estado do Amazonas, Brasil, durante os meses de julho a agosto de 1976. A prevalência entre os 775 habitantes examinados foi de 11%, com pequena variação inter-aldeia. Quanto às taxas de ataque, estas foram calculadas para toda a amostra da população, em intervalos de 5 anos de idade, sendo que os indivíduos de 0-4 anos tiveram a taxa mais alta, 31%. A prevalência mais alta, 38%, foi encontrada entre os de 3 anos de idade. As taxas de ataque aparentemente não tiveram nenhuma relação quanto ao sexo. Culturas de lesões de pioderma representativas tomadas de pessoas nas quatro aldeias pesquisadas e em três aldeias adicionais, foram estudadas utilizando-se técnica de cultura prolongada modificada para descoberta de germes patogênicos grão-positivos em "swabs" dessecados em sílica-gel. Foram isolados Estreptococos B-hemolíticos do grupo A e B, Stapylococcus aureus coagulase positivo e Corynebacterium diphtheriae. A S. pyogenes do grupo A foi a mais comumente encontrada, ocasionalmente como a única espécie patogênica. Não foram encontrados tipos M nefritogênicos, apesar de a maioria isolada não ser M-tipável. Os tipos T encontrados corresponderam aos previamente relatados como sendo associados ao pioderma. A maioria dos C. diphtheriae pioderma-associados isolados não era toxigênica. Biótipos gravis e mitis foram representados igualmente.

        · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )