SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número2Fenologia e produtividade da fruta-pão (Artocarpus Altilis) e da Jaca (A. heterophyllus) na Amazônia CentralCiclo de vida e ecologia de Paspalum fasciculatum Willd. ex. Fluegge (Poaceae), na várzea da Amazônia central índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Amazonica

versão impressa ISSN 0044-5967versão On-line ISSN 1809-4392

Resumo

VELOSO, Carlos Alberto Costa; SOUZA, Francisco Ronaldo Sarmanho de; PEREIRA, Walcilene Lacerda Matos  e  TENORIO, Adna Rose de Morais. Relações cálcio, magnésio e potássio sobre a produção de matéria seca de milho. Acta Amaz. [online]. 2001, vol.31, n.2, pp.193-193. ISSN 0044-5967.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-43922001312204.

O presente estudo teve o objetivo de avaliar o equilíbrio Ca/Mg na correção da acidez do solo e medir o efeito da aplicação do potássio sobre a produção de matéria seca do milho, num experimento conduzido sob casa de vegetação em vasos de plástico com Latossolo Amarelo, álico, distrófico. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial (4 χ 3), com quatro repetições. Os tratamentos constituíram de quatro equilíbrios em % de Ca e Mg (100/0; 75/25; 50/50; e 25/75) e três doses de potássio (0; 100 e 200 mg.kg-1 de terra) na forma de cloreto de potássio. A aplicação do corretivo sob a forma de reagentes puros (carbonato de cálcio e carbonato de magnésio) foi realizada 21 dias antes do plantio, e os nutrientes foram aplicados na forma de solução. A colheita do experimento foi realizada aos 45 dias após o plantio. Determinaram-se as produções de matéria seca e os teores de K, Ca e Mg. Os resultados demonstraram que, as produções máximas foram obtidas quando o pH foi de 6,3; o teor de cálcio de 27,5 mmolcdnr-3; o teor de magnésio de 18,0 mmolcdnr-3; a relação (Ca + Mg)/K igual a 19,8 e a relação Ca/Mg no corretivo foi de 1,1/1. A relação Ca/Mg no solo foi um dos principais fatores que alterou a produção. As doses de potássio proporcionou aumento quadrático e significativo, independente das doses de calagem empregadas e das relações Ca/Mg utilizadas. Doses crescentes de potássio, reduziu o acúmulo do magnésio na parte aérea das plantas de milho.

Palavras-chave : Zea mays; calagem; solo ácido; macronutrientes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )