SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4Arsenic spectrophotometric determination in soil of the Santana-AP city using the silver diethyldithiocarbamate (SDDC) modified methodA first evaluation on the use of Ardea albus feathers as bioindicators of mercury burden in Amazonian ecosystems índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Acta Amazonica

versión impresa ISSN 0044-5967

Resumen

COSTA E SILVA, Débora da; TIRADENTES, Sanmya Beatriz da Silva Pereira; PARENTE, Rosana Cristina Pereira  y  BANDEIRA, Maria Fulgência Costa Lima. Alteração de cor de resinas compostas imersas em diferentes bebidas comuns da região Amazônica, utilizando o sistema de cor HSB. Acta Amaz. [online]. 2009, vol.39, n.4, pp. 961-968. ISSN 0044-5967.  http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672009000400024.

Este estudo propôs avaliar in vitro a estabilidade de cor de alguns compósitos quando expostos a bebidas da Região Amazônica com alto teor de corante. Foram confeccionados 240 corpos de prova (CP) de quatro resinas (Natural Look, Z350, 4Seasons e Opallis) no matiz A3 utilizando uma matriz de acrílico. As amostras foram armazenadas em água deionizada a 37ºC por 24 horas. A cor inicial das resinas (T0) foi registrada utilizando a máquina Canon EOS Rebel XTi 10Mp, e em seguida os CP foram divididos em 4 grupos (n=15): G1 (café), G2 (suco de açaí), G3 (guaraná energético) e G4 (controle - água destilada). Os CP foram submetidos às soluções DES (6hs) e RE (18hs) e colocados em banho-maria, sob constante agitação, à temperatura de 37ºC durante 30 dias. Diariamente os corpos de prova foram imersos nas soluções corantes durante 15 minutos. Após 7, 15 e 30 dias realizaram-se novos registros fotográficos (T1, T2 e T3). As imagens foram analisadas pelo programa Corel PHOTO-PAINT 12 para a identificação das cores através do sistema HSB. O teste Kruskal-Wallis e teste t (p<0,05) demonstraram que a alteração de cor (matiz, saturação e brilho) indicou diferenças significantes. Foi concluído que nenhuma das resinas testadas apresentou estabilidade de cor quando em contato com as soluções corantes, e que as bebidas da região Amazônica (suco de açaí e guaraná energético) demonstraram ser menos colorantes que o café.

Palabras llave : Resina Composta; Agentes Corantes; Teste de Percepção de Cores.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés