SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue3Two practical approaches to monitoring the zooplanktonic community at Lago Grande do Curuai, Pará, BrazilPollen spectrum of Scaptotrigona aff. postica (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) propolis from Barra do Corda, MA, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Abstract

LIMA, Jô de Farias; DA CRUZ, Mayara Cristina Moura  and  SILVA, Luis Mauricio Abdon da. Biologia reprodutiva do camarão Macrobrachium surinamicum (Decapoda: Palaemonidae) na foz do rio Amazonas. Acta Amaz. [online]. 2015, vol.45, n.3, pp.299-306. ISSN 0044-5967.  https://doi.org/10.1590/1809-4392201402824.

Macrobrachium surinamicum é uma espécie nativa de camarão de água doce distribuída do Brasil, nas bacias do rio Amazonas e Tocantins até a Venezuela na região do Delta do Orinoco. Este é fauna acompanhante comum da pesca artesanal de Macrobrachium amazonicum nos estados do Pará e Amapá. O objetivo deste trabalho foi abordar aspectos gerais da biologia reprodutiva (período reprodutivo, tamanho de primeira maturação, fecundidade, investimento reprodutivo e recrutamento) de M. surinamicum de quatro importantes áreas de pesca artesanal de camarão localizada na foz do rio Amazonas (Amapá e Pará). Os exemplares foram capturados usando 20 armadilhas artesanais, conhecidas localmente como matapi. Um total de 675 camarões foi capturado, 258 machos, 409 fêmeas e oito juvenis, resultando uma razão sexual geral de 1: 1,6 (macho:fêmea). Os picos reprodutivos ocorreram de março a julho, coincidindo com o período mais chuvoso. Os jovens foram observados em maio e julho. O comprimento total das fêmeas ovígeras variou de 12,12 a 38,30 mm, com o comprimento de primeira maturação (L50) estimado em 23,7 mm. A fecundidade aumentou com o tamanho das fêmeas, variando entre 174 e 1780 ovos por espécime. Volume médio dos ovos aumentou gradualmente durante a embriogênese saindo de 0,031 (Estágio I) para 0,060mm³ (Estágio III). Macrobrachium surinamicum dependem de água salobra para completar seu desenvolvimento larval. Independentemente do tamanho da fêmea, o investimento reprodutivo de M. surinamicum variou entre 4,3 % e 35,5% do seu peso corporal para a produção de ovos. O conhecimento da biologia reprodutiva relatada no presente estudo é uma ferramenta importante para ajudar a definir estratégias para preservar M. surinamicum na foz do Rio Amazonas.

Keywords : ovos de palaemonideos; fauna acompanhante; fecundidade; relações morfométricas; investimento reprodutivo.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )