SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 número2Ensaio clínico duplo-cego randomizado e placebocontrolado com naltrexona e intervenção breve no tratamento ambulatorial da dependência de álcoolSuicídio de internos em um hospital de custódia e tratamento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Psiquiatria

versão impressa ISSN 0047-2085versão On-line ISSN 1982-0208

Resumo

DIEHL, Alessandra  e  LARANJEIRA, Ronaldo. Tentativas de suicídio e o uso de substâncias em uma amostra de pronto-socorro. J. bras. psiquiatr. [online]. 2009, vol.58, n.2, pp.86-91. ISSN 1982-0208.  https://doi.org/10.1590/S0047-20852009000200003.

OBJETIVO: Descrever as tentativas de suicídio atendidas em um pronto-socorro (PS) e o consumo agudo ou dependência de substâncias nestes indivíduos. MÉTODOS: O estudo epidemiológico descritivo foi conduzido durante um ano para avaliação de tentativas de suicídio assistidas em um PS de Embu das Artes, SP. Os pacientes foram agendados para uma entrevista psiquiátrica não estruturada. As principais variáveis de desfecho foram: dados sociodemográficos, métodos da tentativa de suicídio, uso de álcool ou drogas seis horas antes da tentativa, pacientes com diagnóstico de dependência de substância pela CID-10. Utilizaram-se a análise descritiva e o teste qui-quadrado (p < 0,05) para verificar associações entre as diversas variáveis estudadas. RESULTADOS: A amostra constituiu-se de 80 casos, cujos participantes tinham idade média de 26,9 anos (DP = 8,91), predominantemente de mulheres (72,5%), 21,2% de adolescentes. A maioria das tentativas de suicídio foi por ingesta de medicação (62,5%). Aproximadamente 21,2% e 7,5% relataram ter feito uso de álcool e de drogas ilícitas, respectivamente, nas seis horas que antecederam a tentativa e 10% da amostra têm dependência de substâncias. Todos os dependentes de substâncias já tentaram suicídio anteriormente (p-valor = 0,4). Houve associação significativa entre a forma da tentativa de suicídio por ingesta de medicação e histórico de tratamento psiquiátrico (p = 0,02). CONCLUSÃO: Mais estudos nacionais são necessários para considerar o papel do uso de álcool e drogas em tentativas de suicídio assistidas em PS, especialmente em dependentes químicos cujo comportamento suicida é relevante.

Palavras-chave : Tentativas de suicídio; desordens relacionadas ao uso de substâncias; ingestão de álcool; pronto-socorro.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons