SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue1Electroconvulsive therapy in puerperal psychosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Psiquiatria

Print version ISSN 0047-2085

Abstract

TOMELIN, Tábita Juliana  and  TONELLI, Hélio Anderson. Acatisia associada à bromoprida em um paciente deprimido usando fluvoxamina. J. bras. psiquiatr. [online]. 2012, vol.61, n.1, pp. 49-51. ISSN 0047-2085.  http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852012000100010.

CONTEXTO: A acatisia é definida clinicamente como uma sensação de agitação associada à necessidade de produção de movimentos, comumente deflagrada por bloqueadores dopaminérgicos, como os neurolépticos, podendo ocorrer também durante o tratamento com inibidores seletivos de recaptação de serotonina. É possível que drogas não psiquiátricas que bloqueiem receptores dopaminérgicos, como a bromoprida, possam causar sintomas extrapiramidais. OBJETIVOS: Descrever um desfecho desfavorável caracterizado por acatisia em um paciente depressivo previamente estabilizado com fluvoxamina, após usar bromoprida. MÉTODOS: Descrição de um caso. RESULTADOS: Sr. J., paciente deprimido de 47 anos, estava estabilizado com fluvoxamina 200 mg por dia. Iniciou abruptamente com quadro de inquietação e necessidade de produzir movimentos voluntariamente a fim de aliviar esse desconforto. Há quatro dias havia iniciado o uso de bromoprida 30 mg por dia para tratamento de dispepsia. A suspensão da bromoprida promoveu alívio imediato dos sintomas. CONCLUSÃO: A bromoprida, um bloqueador dopaminérgico, pode ter deflagrado acatisia em um paciente em uso de fluvoxamina. Os mecanismos farmacológicos relacionados a esse desfecho são discutidos.

Keywords : Acatisia; ISRS; procinéticos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese