SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número1Prevalência de síndrome das pernas inquietas em pacientes com demência: uma atualizaçãoConceitos e objetos da consciência na doença de Alzheimer: uma revisão sistemática atualizada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Psiquiatria

versão impressa ISSN 0047-2085versão On-line ISSN 1982-0208

Resumo

CHAGAS, Natália Mota S.; BORGES, Daniel G. Suzuki  e  CHAGAS, Marcos Hortes N.. Delirium como fator de risco para demência em idosos: uma atualização. J. bras. psiquiatr. [online]. 2016, vol.65, n.1, pp.94-98. ISSN 0047-2085.  http://dx.doi.org/10.1590/0047-2085000000109.

Objetivo

Realizar uma revisão atualizada dos estudos que avaliaram o delirium como fator de risco para o desenvolvimento de demência em idosos.

Métodos

A revisão foi realizada utilizando-se a base de dados do PubMed, com o seguinte cruzamento de descritores: risk factors and (delirium or acute confusional state) and dementia. Apenas estudos do tipo coorte publicados entre janeiro de 2000 a maio de 2015 foram considerados.

Resultados

Foram selecionados oito estudos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão. Todos os estudos apontaram para um aumento do risco de demência ou declínio cognitivo após a ocorrência de delirium, apesar das diferenças entre os estudos em relação à causa do delirium.

Conclusões

Os estudos atuais apontam para uma clara associação entre delirium e aumento do risco de demência. Dessa forma, psiquiatras e médicos generalistas precisam ficar atentos aos indícios de declínio cognitivo após a ocorrência do delirium em idosos.

Palavras-chave : Demência; delirium; fatores de risco.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )