SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 número1Doenças crônicas não transmissíveis e fatores sociodemográficos associados a sintomas de depressão em idosos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Psiquiatria

versão impressa ISSN 0047-2085versão On-line ISSN 1982-0208

Resumo

ALEIXO, Mariângela Aparecida Rezende; SANTOS, Raquel Luiza  e  DOURADO, Marcia Cristina do Nascimento. Eficácia da musicoterapia nos sintomas neuropsiquiátricos da demência: revisão sistemática. J. bras. psiquiatr. [online]. 2017, vol.66, n.1, pp.52-61. ISSN 1982-0208.  http://dx.doi.org/10.1590/0047-2085000000150.

Objetivo

Muitas intervenções psicossociais na demência estão baseadas em atividades musicais e intervenções de musicoterapia. Nosso objetivo consiste em avaliar a eficácia das intervenções de musicoterapia nos sintomas neuropsiquiátricos de pessoas com demência.

Métodos

Esta revisão sistemática está de acordo com a metodologia sugerida pela Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses. Foi realizada busca por artigos nas bases de dados PubMed, Web of Knowledge Cross Search, Cochrane Library, Scopus e Lilacs/Bireme publicados de 2005 a 2016. As palavras-chave incluíram descritores como “início precoce” e “início tardio” combinados com “demência”, “Alzheimer”, “demência vascular”, “demência mista”, “demência frontotemporal”, “sintomas neuropsiquiátricos”, “distúrbios comportamentais”, “sintomas comportamentais e psicológicos da demência”, “musicoterapia”. Os estudos foram categorizados segundo sua eficácia na redução dos sintomas neuropsiquiátricos e na melhora da função cognitiva, qualidade de vida e bem-estar.

Resultados

Foram selecionados 12 dos 257 artigos encontrados. As intervenções de musicoterapia foram aplicadas individualmente ou em grupo, utilizando técnica ativa ou receptiva. Em geral, os estudos indicaram a eficácia da musicoterapia na diminuição da depressão, agitação e ansiedade. Houve heterogeneidade das intervenções, desenho metodológico e instrumentos de avaliação entre os estudos.

Conclusões

Embora haja relatos de eficácia da musicoterapia na diminuição dos sintomas neuropsiquiátricos da demência, a área ainda necessita de estudos randomizados que visem à solução de problemas metodológicos importantes, como a falta de abordagens padronizadas.

Palavras-chave : Musicoterapia; demência; sintomas neuropsiquiátricos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )