SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.99 issue1Leptin and aldosterone in sympathetic activity in resistant hypertension with or without type 2 diabetesEffects of levosimendan on TNF-alpha, BNP and MMP-1 in patients with heart failure with anemia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Cardiologia

Print version ISSN 0066-782X

Abstract

OLIVEIRA-FILHO, Alfredo Dias; BARRETO-FILHO, José Augusto; NEVES, Sabrina Joany Felizardo  and  LYRA JUNIOR, Divaldo Pereira de. Relação entre a Escala de Adesão Terapêutica de oito itens de Morisky (MMAS-8) e o controle da pressão arterial. Arq. Bras. Cardiol. [online]. 2012, vol.99, n.1, pp. 649-658.  Epub June 07, 2012. ISSN 0066-782X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2012005000053.

FUNDAMENTO: A não adesão terapêutica é um importante e frequentemente não reconhecido fator de risco que contribui para o reduzido controle da Pressão Arterial (PA). OBJETIVO: Determinar a relação entre a adesão terapêutica mensurada a partir de uma versão validada em português da MMAS-8 e o controle da PA em pacientes ambulatoriais hipertensos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com pacientes hipertensos maiores de 18 anos atendidos em seis unidades da Estratégia de Saúde da Família, em Maceió (AL), por meio de entrevistas e mensuração da pressão arterial em domicílio, entre janeiro e abril de 2011. A adesão foi determinada por meio de versão da MMAS-8 traduzida para realização deste estudo. Foram considerados aderentes aqueles pacientes com pontuação igual a 8 na MMAS-8. RESULTADOS: A prevalência da adesão terapêutica entre os 223 pacientes investigados foi de 19,7%, enquanto 34% apresentaram PA controlada (> 140/90 mmHg). O valor médio de adesão segundo a MMAS-8 foi 5,8 (±1,8). Os pacientes aderentes se revelaram mais propensos (OR = 6,1; IC [95%] = 3,0 a 12,0) a ter a pressão arterial sob controle do que aqueles que atingiram valores médios (6 a <8) ou baixos (<6) no score de adesão. A versão em português da MMAS-8 apresentou associação significativa com o controle da PA (p = 0,000). CONCLUSÃO: O diagnóstico do comportamento não aderente por meio da aplicação da MMAS-8 em pacientes sob uso de medicamentos anti-hipertensivos foi fator preditivo de valores elevados de PA sistólica e diastólica.

Keywords : adesão à medicação; pressão arterial; pacientes ambulatoriais; sistema de saúde.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese