SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.99 issue4Correlation between serum cystatin C and markers of subclinical atherosclerosis in hypertensive patientsRelationship between parathyroid hormone and depression in heart failure author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Cardiologia

Print version ISSN 0066-782X

Abstract

BRUDER-NASCIMENTO, Thiago et al. Estresse crônico melhora a função miocárdica sem alterar a atividade do canal-L para Ca+2 em ratos. Arq. Bras. Cardiol. [online]. 2012, vol.99, n.4, pp. 907-914.  Epub Sep 04, 2012. ISSN 0066-782X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2012005000082.

FUNDAMENTO: O estresse crônico está associado à remodelação cardíaca; entretanto, os mecanismos permanecem a ser descobertos. OBJETIVO: A proposta deste estudo foi testar a hipótese de que o estresse crônico promove disfunção cardíaca associada a depressão da atividade do canal-L para Ca2+. M MÉTODOS: Ratos Wistar machos com 30 dias de idade (70 - 100 g) foram distribuídos dentro de dois grupos: controle (C) e estresse crônico (St). O estresse consistiu na imobilização durante 15 semanas, cinco vezes por semana, 1 h por dia. A função cardíaca foi avaliada pela performance do ventrículo esquerdo por meio do ecocardiograma e pelo músculo papilar ventricular isolado. A função do músculo papilar foi avaliada em condição basal e com manobras inotrópicas, como: pós-pausa e elevação na concentração extracelular de Ca2+, na presença ou ausência de um bloqueador específico de canal-L para Ca2+. RESULTADOS: O estresse ficou caracterizado por hipertrofia das glândulas adrenais, aumento nos níveis de corticosterona circulante e por hipertensão arterial. Ainda, o estresse crônico gerou hipertrofia ventricular esquerda. O estresse crônico foi capaz de melhorar a resposta no músculo papilar para manobras inotrópicas positivas. A melhora de função não esteve associada com o canal-L para Ca2+. CONCLUSÃO: O estresse produziu hipertrofia cardíaca; entretanto, nos estudos de músculo papilar isolado, as manobras inotrópicas positivas potencializaram a função cardíaca em ratos estressados, sem o envolvimento do canal-L para Ca2+. Assim os mecanismos responsáveis permanecem incertos para alterações no influxo de Ca2+.

Keywords : Estresse fisiológico [complicações]; estresse fisiológico [fisiologia]; doenças cardiovasculares [psicologia]; ratos; músculos papilares.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese