SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.102 issue3Taxonomic revision of the Termitococcinae (Hemiptera, Coccoidea, Margarodidae)New species of Eupalaestrus from Argentina (Araneae, Theraphosidae, Theraphosinae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Iheringia. Série Zoologia

Print version ISSN 0073-4721

Abstract

NUNES, Lorena A.; ARAUJO, Edilson D. de; MARCHINI, Luis C.  and  MORETI, Augusta C. de C. C.. Variação morfogeométrica das abelhas africanizadas (Apis mellifera) no Brasil. Iheringia, Sér. Zool. [online]. 2012, vol.102, n.3, pp. 321-326.  Epub Sep 11, 2012. ISSN 0073-4721.  http://dx.doi.org/10.1590/S0073-47212012005000002.

Apis mellifera L., 1758 têm sido alvo de muitos estudos morfométricos principalmente pela sua importância ecológica, pela sua grande capacidade de adaptação, sua ampla distribuição e por serem capazes de se estabelecer eficientemente em diversas regiões. O presente trabalho teve como objetivo estudar as variações da forma em asas e corbículas de operárias de Apis mellifera scutellata Lepeletier, 1836 provenientes das cinco regiões biogeográficas do Brasil utilizando análises morfogeométricas, a fim de verificar a existência de padrões de variação de forma e tamanho das abelhas africanizadas no Brasil após 16 anos do estudo clássico realizado com esta espécie, possibilitando uma análise espaço-temporal comparativa utilizando recursos tecnológicos atuais para a avaliação de dados morfométricos. Foi realizada uma amostragem em 14 localidades no Brasil, abrangendo as cinco regiões geográficas. A partir de análise de forma e análises multivariadas verificou-se que a forma da asa revelou um padrão geográfico entre as populações de Apis mellifera no Brasil. As variações geográficas podem ser atribuídas à grande extensão territorial do Brasil, além de poder estar associada à diferenças entre ecorregiões.

Keywords : Distribuição populacional; forma; asa; corbícula.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English