SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.82 número3Elementos figurados da hemolinfa de Dermatobia hominis (Diptera: Cuterebridae): caracterização ao nível de microscopia óptica, em larvas do 2o. e 3o. instaresSobre Aulacophyto e Euparaphyto (Diptera, Sarcophagidae, Microcerellini), com descrição de quatro espécies novas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Memórias do Instituto Oswaldo Cruz

versão On-line ISSN 1678-8060

Resumo

MORALES, Gustavo  e  PINO, Luz A.. Eco-epidemiologia de Haemonchus contortus bahiensis, ecotipo presente em ovinos de zonas áridas da Venezuela. Mem. Inst. Oswaldo Cruz [online]. 1987, vol.82, n.3, pp. 359-369. ISSN 1678-8060.  http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02761987000300007.

Nas fêmesas do dito ecotipo a distribuição de freqüência observada foi de 15,32% para o morfotipo com lingueta supra-vulvar, de 51,61% para o tipo com botão vulvare de 33,07% para o tipo liso. A esse ecotipo corresponde um índice de diversidade de Shannon-Weaver igual a 1,44 bits. As medidas corporais, o tamanho dos ovos e o número de estrias cuticulares longitudinais são semelhantes nos três morfotipos. A disposição espacial, tanto dos machos quanto das fêmeas na população de hospedeiros é do tipo contagiosa, sendo bem descrita pelo parâmetro K da distribuição binomial negativa. Se verificou a existência de uma complexa interação entre a abundância, a agregação e a prevalência do citado ecotipo, discutindo-se sua importância no equilíbrio hospedeiro-parasito.

Palavras-chave : eco-epidemiologia; Haemonchus contortus bahiensis; ovinos; Venezuela.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Espanhol     · Espanhol (pdf) Espanhol (epdf)