SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.82 número3Elementos figurados da hemolinfa de Dermatobia hominis (Diptera: Cuterebridae): caracterização ao nível de microscopia óptica, em larvas do 2o. e 3o. instaresSobre Aulacophyto e Euparaphyto (Diptera, Sarcophagidae, Microcerellini), com descrição de quatro espécies novas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Memórias do Instituto Oswaldo Cruz

versão impressa ISSN 0074-0276

Resumo

MORALES, Gustavo  e  PINO, Luz A.. Eco-epidemiologia de Haemonchus contortus bahiensis, ecotipo presente em ovinos de zonas áridas da Venezuela. Mem. Inst. Oswaldo Cruz [online]. 1987, vol.82, n.3, pp. 359-369. ISSN 0074-0276.  http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02761987000300007.

Nas fêmesas do dito ecotipo a distribuição de freqüência observada foi de 15,32% para o morfotipo com lingueta supra-vulvar, de 51,61% para o tipo com botão vulvare de 33,07% para o tipo liso. A esse ecotipo corresponde um índice de diversidade de Shannon-Weaver igual a 1,44 bits. As medidas corporais, o tamanho dos ovos e o número de estrias cuticulares longitudinais são semelhantes nos três morfotipos. A disposição espacial, tanto dos machos quanto das fêmeas na população de hospedeiros é do tipo contagiosa, sendo bem descrita pelo parâmetro K da distribuição binomial negativa. Se verificou a existência de uma complexa interação entre a abundância, a agregação e a prevalência do citado ecotipo, discutindo-se sua importância no equilíbrio hospedeiro-parasito.

Palavras-chave : eco-epidemiologia; Haemonchus contortus bahiensis; ovinos; Venezuela.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Espanhol     · pdf em Espanhol