SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número3Questionário de dor McGill: proposta de adaptação para a língua portuguesaDiagnósticos de enfermagem de pacientes em unidades de terapia intensiva índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

SOUSA, Regina Marcia Cardoso de  e  KOIZUMI, Maria Sumie. Recuperação das vítimas de traumatismo cranio-encefálico no período de 1 ano após o trauma. Rev. esc. enferm. USP [online]. 1996, vol.30, n.3, pp.484-500. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62341996000300010.

Estudo prospectivo longitudinal sobre a recuperação aos 12 meses, de vítimas de traumatismo crânio-encefálico (TCE) de diferentes gravidades, com idade entre 12 e 60 anos. As vítimas foram avaliadas 1 ano após o trauma considerando-se tanto suas limitações funcionais mensuradas pela Escala de Resultados de Glasgow (ERG) em sua versão de oito categorias, como também, o seu retorno à produtividade. Aos 12 meses, 77,2% das vitimas alcançaram a pontuação 0 e 1 na ERG ampliada. Destas, 38,6% obtiveram a pontuação 0, ou seja, recuperação total . Indivíduos incapazes (pontuação > 1) foram 22,8% sendo aqueles com incapacidade moderada (+), ERG2, e grave (+), ERG4, os mais freqüentes. Retorno à produtividade ocorreu em 83,3% das vítimas e destas, 19,4% tinham alterações na ocupação principal.

Palavras-chave : Trauma crânio-encefálico; Recuperação pós-traumática; Escala de Resultados de Glasgow.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons