SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue4Nurses' time distribution: identification and analysis in a Medical-Surgical UnitPromoting affective attachment at the neonatal intensive care unit: a challenge for nurses author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

PRETO, Vivian Aline  and  PEDRAO, Luiz Jorge. O estresse entre enfermeiros que atuam em Unidade de Terapia Intensiva. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2009, vol.43, n.4, pp. 841-848. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342009000400015.

A presença de estresse tem sido verificada em diferentes profissionais e também entre enfermeiros de UTI, pelo fato de ser grande sua proximidade com os pacientes em sofrimento e com risco de morte. Esse fato se agrava devido à necessidade de cuidados diretos e intensivos. Este estudo, seguindo uma metodologia quantitativa, objetivou caracterizar os enfermeiros que desenvolvem suas atividades em UTI e verificar a presença de estresse entre eles. Para isso, vinte e um enfermeiros de UTIs de cinco hospitais do interior do estado de São Paulo responderam a um roteiro de perguntas direcionadas a sua caracterização e ao Inventário do Estresse em Enfermeiros. Os resultados mostraram que 57,1% dos enfermeiros estudados consideraram a UTI um local estressante e 23,8% deles apresentaram um escore elevado, indicando a presença de estresse. Tal fato demonstra que o estresse, mesmo sendo discutido desde longa data, ainda acomete esses profissionais, e as instituições ainda não oferecem atenção especial aos enfermeiros no sentido de promover sua saúde integral.

Keywords : Estresse; Enfermagem; Unidades de Terapia Intensiva.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese