SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue4Breast self-examination by nursing professionalsSystem of meanings about the purpose of Family Health work: a qualitative analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

SANTOS, Juliano dos; MOTA, Dálete Delalibera Corrêa de Faria  and  PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos. Co-morbidade fadiga e depressão em pacientes com câncer colo-retal. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2009, vol.43, n.4, pp. 909-914. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342009000400024.

O estudo teve como objetivos caracterizar e identificar a comorbidade entre fadiga e depressão em pacientes com câncer colorretal. A amostra não-probabilística foi de 154 pacientes ambulatoriais (53% homens; idade média 49,6±11,7 anos; escolaridade média 8,9±5,4 anos). A fadiga foi avaliada pela Escala de Fadiga de Piper Revisada e o humor pelo Inventário de Depressão de Beck. A Fadiga foi relatada por 76 (49,4%) pacientes e foi intensa (escore total > 6) para 19,7% deles. Escores que sugerem depressão (IDB>20) foram encontrados em 11 (7,1%) pacientes. Fadiga e depressão estavam correlacionadas (r=0,395; p 0,001). A co-morbidade fadiga moderada/intensa e disforia/depressão ocorreu em 12,3%. A Fadiga estava presente na totalidade dos doentes deprimidos (100%), e a depressão ocorreu em 18% dos doentes fatigados. Fadiga e depressão são fenômenos relacionados, a sua comorbidade pode ser muito deletéria ao doente; a depressão foi mais importante para a ocorrência de fadiga do que a fadiga para a depressão.

Keywords : Neoplasias colorretais; Fadiga; Depressão; Assistência paliativa.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese