SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número2Adolescência na percepção de professores do ensino fundamentalAtenção integral na saúde do idoso no Programa Saúde da Família: visão dos profissionais de saúde índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

OLIVEIRA, Lizete Malagoni de Almeida Cavalcante et al. Grupo de suporte como estratégia para acolhimento de familiares de pacientes em Unidade de Terapia Intensiva. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2010, vol.44, n.2, pp. 429-436. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342010000200027.

Internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) geram necessidades em familiares, nem sempre apropriadamente atendidas. O trabalho objetivou descrever grupo de suporte (GS) para acolhimento de familiares de pacientes internados em UTIs, e avaliar sua efetividade para satisfação de suas necessidades de informação/apoio emocional. Pesquisa descritiva desenvolvida em 2006, em Hospital de Goiânia/GO, por meio de sessões do Grupo de Apoio aos Familiares (GRAF), gravadas e registradas em diário de campo para análise do processo grupal, e de entrevistas individuais para avaliar atendimento das necessidades de informações e suporte. O GRAF possibilitou atendimento às necessidades dos familiares, ajudando-os no enfrentamento da internação do parente em UTI. Concluiu-se que GS colaboram para construção da assistência humanizada, possibilitando a superação do olhar historicamente centrado no paciente e na doença. Recomenda-se que os enfermeiros reflitam sobre reorganização da prática e possibilidade de inclusão do GS como estratégia de atendimento às necessidades dos familiares.

Palavras-chave : Unidades de Terapia Intensiva; Processos grupais; Acolhimento; Cuidados de enfermagem; Relações profissional-família.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês