SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número1Qualidade do Sistema de Informações de Nascidos Vivos no estado do Paraná, 2000 a 2005Visão como instrumento da percepção na assistência em enfermagem traumato-ortopédica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

CARDOSO, Lucilene  e  GALERA, Sueli Aparecida Frari. Internação psiquiátrica e a manutenção do tratamento extra-hospitalar. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.1, pp. 87-94. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000100012.

O objetivo desse trabalho foi identificar características comuns entre pessoas que tiveram alta hospitalar de internação psiquiátrica recente. Foi realizado um estudo quantitativo exploratório em um serviço ambulatorial de saúde mental. A amostra foi composta por pacientes egressos de internação. Utilizou-se um questionário e a pesquisa foi aprovada pelo CEP. Estrevistou-se 48 pacientes com idade média de 39 anos. Diagnósticos de Esquizofrenia e Transtornos Esquizotípicos foram prevalentes em 33,3% da amostra. Em média treze pacientes recebem alta de internação psiquiátrica hospitalar ao mês e 62,5% deles tinham internações anteriores. No período, 12,5% da amostra necessitou de reinternação. A internação psiquiátrica demonstrou ser um recurso necessário aos momentos de crise e parte da manutenção do tratamento psiquiátrico, principalmente dos transtornos mentais graves. O que evidencia a necessidade de uma manutenção adequada do tratamento nos serviços de atendimento comunitário para que a necessidade de reinternações seja evitada.

Palavras-chave : Enfermagem psiquiátrica; Enfermagem em reabilitação; Serviços de Saúde Mental; Alta do paciente.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês